Início > NT, Os ensinos de Jesus > Os ensinos de Jesus – Método e características

Os ensinos de Jesus – Método e características

Jesus não deixou aos seus discípulos nenhum livro escrito. Todo o seu ensino foi oral. Jesus não usou não usou nenhuma técnica científica ou sistemática em seus ensinos. Comparando os ensinos de Jesus com fórmulas mais sistemáticas, seu ensino era ocasional. Onde houvesse uma oportunidade, durante o cotidiano das pessoas, lá estava Jesus ensinando as verdades do Reino de Deus ao povo.

Jesus também não se preocupava com platéias, ou público. De uma mulher samaritana, sozinha no poço de Jacó, às multidões que o seguiam, sua autoridade, amor e compaixão eram ferramentas para ensinar o único caminho para Deus. Qualquer que fosse seu público, a universalidade do seu ensino era patente.

Ainda sobre seus ouvintes, a adaptação de Jesus a eles era perfeita. Jesus sabia qual o ponto de partida de cada um dos seus ouvintes, e, a partir dali, ensinava as verdades eternas. A linguagem adotada para cada público evidenciava o caráter popular de seu ensino, que era simples do ponto de vista linguístico, mas profundo quanto ao significado que encerrava.

Seus exemplos e comparações faziam seus ouvintes lembrarem-se facilmente dos seus ensinos. O povo estava bastante acostumado às figuras que Jesus frequentemente mencionava. Suas parábolas eram únicas na literatura, e ajudavam a clarificar seu ensino.

Quem não poderia entender a lição dada por Jesus, sobre amor ao próximo, depois da parábola do samaritano?

Para Jesus, os fatos comuns do dia-a-dia, animais e objetos, serviam a fins espirituais. As aves do céu, o pastor e a ovelha, os lírios dos campos, os trabalhadores na ceifa, todas essas coisas foram usadas para ilustrar as verdades espirituais do Reino de Deus, e Jesus conseguia fazer com as pessoas se prendessem às verdades que todos esses exemplos ilustravam.

Jesus ensinou seus discípulos à medida que eles podiam entender os conceitos e verdades transmitidos.  Por exemplo, ele postergou a confissão de ele era o Messias esperado de Israel. Mas o conceito que os judeus daquela época tinham de Messias era completamente diferente do que Jesus tinha.

Anúncios
Categorias:NT, Os ensinos de Jesus
  1. 17/03/2010 às 3:50 PM

    Olá, gostei muito de seus artigos, gostaria de te convidar para partipar de uma rede de troca de conteúdo, para mais detalhes me adiciona no msn co_herdeiro@hotmail.com ou me manda um email ok. Abraços. Samuel

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: