Início > Exegese de Filemon, NT > Exegese de Filemon – Conclusão

Exegese de Filemon – Conclusão

Esta é uma carta escrita com cortesia e amor cristão entre um companheiro de trabalho  e outro. Com todo amor, tato e polidez Paulo pede em favor de um escravo fugitivo.

É uma carta que destaca a importância dos companheiros de trabalho, e nos mostra que não podemos fazer nada sozinhos, por mais proeminência que temos.

A união em Cristo, que Paulo e Filemon tinham por meio da fé em comum, deveria ser demonstrada também com Onésimo, e o fato de Onésimo ser um escravo não deveria ser impeditivo a recebê-lo como irmão em Cristo que era agora. Assim como Cristo nos recebe, Filemon deveria receber a Onésimo.

Onésimo também não estava isento de reparar seus erros, pois deveria voltar e apresentar-se a Filemon, e a partir de agora ser útil a Filemon, como estava sendo a Paulo.

Paulo não se preocupa com as questões civis de escravidão, mas para ele o amor entre os irmãos estava acima disto tudo, pois, no Reino de Deus, não há distinção entre senhor e escravo, entre gregos e judeus.

Anúncios
Categorias:Exegese de Filemon, NT
  1. 09/05/2010 às 12:32 AM

    Obrigada irmão que estudo detalhado que você fez, tenho certeza que esta abençoando nuitas pessoas.

    Graça e Paz

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: