Êxodo – de volta para casa

Introdução aos motivos do Êxodo

Após a preparação de Moisés chegou a hora da promessa de Deus se cumprir. Mas este processo não seria assim tão simples.

Retomando o tema da preparação de Moisés, houve certos aspectos que agora podemos observar:

  • aspecto social: Foi integrado na sociedade egípcia e, sua preparação aconteceu dentro da corte egípcia e do seu próprio povo.
  • aspecto religioso: a teofania serviu para a execução desta preparação.

Não podemos considerar o êxodo do povo de Israel um evento isolado, mas precisamos olhar com atenção todo o processo histórico-teológico que levou ao êxodo. Este evento vai nos ensinar alguns aspectos importantes sobre o caráter e a essência de Deus.

Primeiramente vamos considerar os motivo do êxodo:

  • cumprimento da promessa de Deus de trazer os descendentes de Abraão de volta para Canaã
  • punir os egípcios e permitir a libertação do povo
  • mostrar a supremacia de Deus sobre os deuses do Egito.

O que os sinais significaram

Os sinais, geralmente chamados de pragas, foram um julgamento dos deuses do Egito executado por Deus. Veja Números 33:4b.

Merece destaque o fato que o final desta contenta foi predeterminado. Veja Êxodo 7:1-5. A frase “…saberão que eu sou Javé..” foi repetida várias vezes.

Estes sinais, como veremos não foram realizados apenas para convencer os egípcios, mas também os israelitas.

Natural X Sobrenatural

Existem muitos documentários, principalmente na TV paga, sobre o êxodo. Os estudiosos diferem entre si sobre os aspectos naturais e sobrenaturais dos sinais do êxodo. Será que isso é realmente um problema?

Vemos que durante a execução dos sinais no Egito Deus usa sua própria criação para mostrar a sua soberania, ou seja, esta criação esteve sujeita ao Criador de todas as coisas! Os egípcios, com toda sua ciência e mágica não puderam reverter esta situação. Mesmo que fosse um evento absolutamente natural isto não diminui ou exclui a parte sobrenatural do processo, conforme vemos abaixo:

  • a intensidade foi maior do que o normal – Ex. 9:18
  • a extensão foi muito grande em alguns casos – Ex. 8:17
  • em alguns casos, o lugar foi específico – Ex. 8:22-23
  • em alguns casos, a hora foi específica – Ex. 8:9-11

Como podemos observar, se estes eventos foram naturais ou sobrenaturais em sua essência, o fato é que a criação obedeceu seu Criador para a execução de seus planos de mostrar sua soberania aos egípcios e israelitas.

Estes sinais atingiram a vida do Egito de forma plena, ou seja, sua economia, sociedade e religião foram abalados.

O endurecimento do coração do faraó

Lendo o texto cuidadosamente vamos perceber algo interessante sobre o endurecimento do coração de faraó, motivo para acaloradas discussões calvinistas-arminianas.

Há um “empate” entre o endurecimento do coração do faraó por Deus, e o endurecimento do coração de faraó por ele mesmo. Neste caso podemos concluir que o faraó não foi levado contra sua vontade a fazer tudo o que fez, pois as duas situações cooperam para isso.

Comparação dos sinais com os deuses egípcios

Quadro comparativo dos sinais mandados por Deus e deuses egípcios atingidos.

Sinal deus(es)
1- O Nilo é transformado em sangue 7:14-25 Knum: guardião do Nilo.

O próprio Nilo, fonte da vida no Egito.

2- Rãs 8:1-15 Hect: deus da ressurreição – Tinha a forma de rã.
3- Piolhos 8:16-19 Set: deus do deserto (poeira?). Magos admitem intervenção divina.
4 – Moscas 8:20-32 Uatchit
5 – Peste nos rebanhos 9:1-7 Ápis: o deus-touro

Hathor: deusa-vaca

6 – Úlceras 9:8-12 Sekhmet: deus dos remédios
7 – Granizo 9:13-35 Nut: deusa do céu

Set: deus das tempestades

8 – Gafanhotos 10:1-20 Nut

Osíris: deus das colheitas e fertilidade

9 – Trevas 10:21-29 e Hórus: deuses do Sol
10 – Morte dos primogênitos 11:1 – 12:36 O próprio faraó, que era considerado um deus.

Ísis: deusa da cura.

Anúncios
  1. Presley
    07/06/2010 às 7:48 AM

    Essa coisa do natural versus sobrenatural sempre se dará na ciência… O fato é que a vontade de Deus ocorreu, conforme determinado, pelo poder de sua palavra!
    Parabéns pelo post!
    Grande abraço.
    Presley

  2. Rebeca
    04/06/2010 às 7:22 PM

    alê, gostei muito deste estudo. admiro sua inteligência e por ser um ‘ser pensante’. que busca, vai atrás do que ouve, do que lê, do que vê. admiro você por ser assim, e muito. obrigada por ser um exemplo (: Parabéns!

  1. 07/06/2010 às 8:30 AM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: