Arquivo

Archive for the ‘A verdadeira fé é aquela que permanece’ Category

A verdadeira fé é aquela que permanece

Nos dias de hoje, muitos termos bíblicos assumiram outra conotação, bem diferente do significado que o autor bíblico pretendeu.

O termo fé é um deles.

Para nosso estudo aqui, vamos utilizar um trecho bem conhecido, e mal empregado: Habacuque 2:4.

Vamos pegar o parágrafo todo para melhor compreensão do texto escolhido.

1 Ficarei no meu posto de sentinela e tomarei posição sobre a muralha; aguardarei para ver o que ele me dirá e que resposta terei à minha queixa.

2
Então o Senhor respondeu: “Escreva claramente a visão em tabuinhas, para que se leia facilmente.

3 Pois a visão aguarda um tempo designado; ela fala do fim, e não falhará. Ainda que se demore, espere-a; porque ela certamente virá e não se atrasará”.

4
Escreva: “O ímpio está envaidecido; seus desejos não são bons; mas o justo viverá pela sua fidelidade.

Contexto histórico

Como bons hermeneutas sabemos que o contexto histórico não deve ser desprezado. Por isso, vamos analisar o que estava acontecendo nos dias do profeta Habacuque, e que influência isso teve no que Deus lhe falou. Aliás, Deus falou o que falou justamente por causa deste contexto, que muitos aliás, preterem.

Em Habacuque lemos sobre o juízo que Deus executaria contra Judá.

Nos livros de I e II Reis lemos sobre a corrupção  e iniquidade que haviam se instaurado no Reino do Sul.

Então, da mesma forma como Deus havia castigado Israel pela Assíria anos antes, ele diz a Habacuque que usará a Babilônia para fazer o mesmo com Judá.

A Babilônia havia derrotado a Assíria, como predito pelo profeta Naum, e estava expandindo seus domínios na região do Oriente Médio.

Indignado, nosso profeta filósofo começa a questionar a Deus: como uma nação de ímpios seria usada para estabelecer o juízo do Senhor contra seu povo escolhido?

Deus, mesmo sendo o soberano de todo o universo, se digna a responder aos questionamentos de Habacuque, e, no capítulo 2, Habacuque se propoe a ficar firme em sua posição e não se abalar com as circunstâncias.

Finalmente, no capítulo 3, Habacuque entende que independente das circunstâncias ele se alegraria em Deus.

Fé posicionada

Para compreendermos o que Habacuque quis dizer com a  expressão “o justo viverá da fé”, vamos recorrer à língua original do texto. Assim diz o verso 4:

hinnêh `uppelâh lo’-yâsherâh naphsho bo vetsaddiyqbe’emunâtho yichyeh

A palavra corresponde a fé é emunâtho, e tem o sentido de posicionamento, pois este é um termo militar. O soldado deve permanecer em sua posição, haja o que houver; note como Habacuque começa o capítulo 2.

Tomo a liberdade fazer uma tradução paralela de acordo com o texto original:

Veja: sua alma está engrandecida e não está em retidão no Senhor, mas o justo viverá por sua firmeza no Senhor.

Agora, nosso conceito de fé começa a mudar, e fica bem diferente do que é dito hoje em dia pelos apóstolos televisivos, não?!.

Por isso Habacuque disse que, mesmo que tudo estive contra o que ele acreditava ser correto, ele exultaria em Deus, e não nas circunstâncias.

Outro exemplo de fé “emunah”, que raramente é interpretado corretamente, está no capítulo 3 do livro de Daniel. Diante da ameaça de ser jogado na fornalha, os amigos de Daniel não se dobram diante de Nabucodonosor, permanecem posicionados.

Um pequeno trecho do verso 18, frequentemente ignorado, nos dá a pista do tipo de fé que esses jovens tinham:

Mas, se ele não nos livrar, saiba, ó rei, que não prestaremos culto aos teus deuses nem adoraremos a imagem de ouro que mandaste erguer.

Esta frase, dita hoje, denotaria total falta de confiança em Deus, não?! Afinal basta determinar, e está tudo resolvido!

O que deve ficar claro aqui é que, mesmo que Deus não os livrasse eles não adorariam a Nabucodonosor. Um magnífico exemplo de fé posicionada! Estamos com o Senhor, e disso não abrimos mão!

O que fé não é

Devemos entender que nossa fé não necessária para que Deus aja. Tudo foi criado por ele antes de existir qualquer coisa. Ninguém precisou ter fé para que Deus criasse todas as coisas.

Ninguém precisa ter fé para que aquilo está determinado em Apocalipse aconteça, por exemplo.

O que Deus determinou vai acontecer, tendo ou não fé. Veja o verso 3 do trecho em questão.

A fé hoje é confundida com o desejo humano de que tudo corra bem. Afinal as pessoas não costumam dizer: “Tenho fé que Jesus vai me dar um emprego melhor”, “Tenho que fé que tudo vai dar certo” ?

Fé não é acreditar que por dar o dízimo, e fazer uma oração antes de sair de casa, seremos protegidos de qualquer mal.

Basta lermos o que diz o livro de Eclesiastes: tudo acontece igualmente a todos. A chuva cai para o justo e injusto. O sol nasce para o justo e injusto também.

O que é fé

Do ponto de vista bíblico, fé é posicionamento no presente e esperança no porvir, pois aguardamos uma pátria melhor, a celestial, conforme trata Hebreus 11, justamente o capítulo sobre os heróis da fé.

Fé é ficar posicionado, mesmo que coisas ruins aconteçam, e vão acontecer com todos, não adianta acharmos que não.

Fé é saber, e experimentar, que posso todas as coisas naquele que me fortalece, inclusive passar necessidade, como nos informa o apóstolo Paulo.

Fé e esperança nunca são comparadas com as coisas dessa vida terrena, mas sempre com o porvir.

Os mártires do cristianismo do primeiro século experimentaram, e viveram essa fé. Eles não se dobravam diante dos imperadores, e morriam crendo na pátria celestial. Posicionamento no presente, e esperança no porvir.

Por isso, há um constante apelo na Bíblia para permanecermos (posicionados) no amor de Jesus, nos seus ensinos, na videira.

Fé é posicionamento no presente, e esperança no porvir, independente do que nos aconteça.

%d blogueiros gostam disto: