Archive

Archive for the ‘Enxergando o verdadeiro milagre’ Category

Enxergando o verdadeiro milagre

Fazia tempo que eu não escrevia na seção “Filosofia Cristã”, e, nesta última semana, tive bons motivos para deixar mais um pensamento aqui.

Este pensamento diz respeito a uma das mais conhecidas passagens dos evangelhos: Lucas 5:1-11.

Nesta passagem, lemos sobre Jesus, cercado de uma multidão, que subiu em um barco e começou a ensinar o povo.

Notemos que depois do ensino de Jesus, quando ele pede para Pedro voltar ao mar este já o chama de Mestre. Antes disso, no capítulo 4 Pedro já havia se encontrado uma vez com Jesus, na ocasião da cura de sua sogra.

Pois bem, Pedro, obedecendo, já que era Jesus falando, volta ao mar e….MILAGRE! Grandes quantidades de peixes são pescadas, Pedro se prostra aos pés de Jesus, diz ser um pecador, e ele e seus sócios ficam boquiabertos.

Realmente Jesus é maravilhoso, pois concedeu àqueles homens frustrados e famintos comida.

Opa! Espere um pouco!  Será que é realmente isso que devemos apreender do texto? Foi que isso que Lucas quis nos mostrar?

Notem como temos a tendência de observar apenas o sobrenatural, observar apenas o Jesus atacadista comercial, pronto a atender nossas necessidades básicas.

Leia novamente, dessa vez com calma, os versículos 5 a 8, especialmente o 8. O que vemos aqui? Um Pedro contrito e consciente de seu estado de miséria e pecado. Diante do poder de Jesus ele se reconheceu um pecador, e é isso que devemos aprender com Pedro.

O verdadeiro milagre aqui foi começar a transformação de um homem duro, bronco, em um valoroso servo de Deus.

Os peixes eram transitórios, iriam acabar na primeira fritada, e depois? Eles sempre iriam precisar de peixe, e Jesus não estaria mais lá para ser o fornecedor oficial de pescadas.

Agora, o verdadeiro milagre, a chamada (e trasnsformação) dos primeiros discípulos, iria abalar o mundo conhecido de então, dali a alguns anos.

Nós podemos aprender algumas outras coisas.

Já sei! Sempre que quisermos peixe devemos pedir pra Jesus! Hummm..pode ser, mas isso Jesus disse que nos daria de qualquer maneira. Veja lá em Mateus 6 depois.

O que devemos aprender é que quando estamos diante de Jesus, e conhecemos seu poder, não há como não ver em nós mesmos nossa miséria e pecado.

Não há como conhecer a Jesus, e não sofrermos uma transformação.

E principalmente, não há como conhecer Jesus e não largar até o que é mais precioso para nós, para o seguir. Notem como largaram tudo depois que os barcos foram atracados de novo.

Pedro nos dá uma importante lição aqui. E antes de termos a atitude de Jesus, creio que devemos ter a mesma atitude de Pedro: nos reconhecermos pecadores.

Este é o primeiro passo. Este é o verdadeiro milagre.

Diante disso, devemos estar mais atentos às lições e os verdadeiros milagres que a Bíblia registra. Afinal, o apóstolo João nos diz que estes sinais foram deixados apenas para que creiamos em Jesus, e crendo nele, tenhamos a vida eterna (João 20:30-31).

Logo, o milagre nunca foi um fim em si mesmo. A Bíblia diz que Jesus veio buscar e salvar o que se havia perdido.

%d blogueiros gostam disto: